Na abertura dos trabalhos de transição de governo, o secretário de Fazenda (Sefaz) e o coordenador da equipe do governador Amazonino Mendes (PDT), Alfredo Paes, contestou afirmações do Tesouro Nacional de que o Amazonas é um dos 16 estados em risco de insolvência em suas finanças.

“O estado está com as contas equilibradas, com a situação fiscal tranquila, trabalhando com o fluxo de caixa, que é mais importante, programando as suas despesas principais para encerrar o ano dentro desse equilíbrio”, afirmou.

Segundo Paes, essa situação de tranquilidade das finanças do estado vai ser mostrada ao time de transição do governador eleito Wilson Lima (PSC).

A ordem de Amazonino, disse o secretário, é abrir tudo que é informação da sua gestão para o novo governo. Nesta quarta, os primeiros dados fiscais já teriam sido disponibilizados.

 

Leia mais

Amazonas está à beira da insolvência, afirma Tesouro Nacional

 

Disposição de mostrar tudo

“Nós estamos aqui dispostos a ajudá-los para que vocês tenham conhecimento de todos os dados do estado”, foi o que disse Paes ao vice-governador eleito, Carlos Almeida Filho (PRTB), que é quem esteve à frente da coordenação dos trabalhos nesse primeiro dia da transição.

Humberto Laudares, nomeado como titular da equipe, não teria participado desse encontro.

O titular da Sefaz disse ainda que Amazonino mandou que o time de Wilson fosse convidado para as discussões do projeto da lei orçamentária do estado para 2019.

 

Leia mais

TCE-AM rechaça ideia de sediar transição e Wilson opta por Sefaz

 

Foto: Divulgação/Secom