O governador do Tocantins, Marcelo Miranda (MDB), e sua vice Cláudia Lélis tiveram o mandato cassado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na sessão da noite desta terça, dia 17. A denúncia que derrubou o governo foi de captação de recursos ilícitos na campanha de 2014.

Na verdade, tratou-se de uma confirmação de decisão que o próprio TSE já havia tomado no mês passado, mas o governador e sua vice se mantiveram nos cargos por uma liminar do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendendo a cassação até o julgamento de embargos de declaração.

Nesta terça, o pleno do TSE levou menos de dois minutos para rejeitar, por unanimidade, os embargos e decidir o afastamento imediato dos dois políticos do mandato. O relator era o presidente do TSE, Luiz Fux.

Leia mais no Poder360.

 

Foto: Elizeu Oliveira/Secom