O líder do governo no Senado, senador Romero Jucá (PMDB-RR), informou que conversará sobre a reforma política, ainda nesta segunda-feira (3), com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e com o relator da Comissão Especial da Reforma Política, o deputado federal Vicente Cândido (PT-SP), sobre a possível criação de um fundo eleitoral.

A previsão é que o fundo distribua em 2018 perto de R$ 3,5 bilhões.

O fundo seria usado para financiar campanhas para presidente, governador, prefeito, vereador, senador e deputado.

Senado e Câmara costuram uma reforma de consenso a ser aprovada antes de outubro para que novas regras possam valer já nas eleições de 2018.

Além do fundo eleitoral, as mudanças que ainda estão em debate incluem temas como voto distrital, fim das coligações em eleições proporcionais, cláusula de desempenho e outros.

“É uma votação que precisa acontecer rapidamente, nós temos até o final de setembro [para promover mudanças eleitorais]. Isso não é uma tarefa fácil. É preciso dar prioridade e já há um entendimento com o Tribunal Superior Eleitoral e entre os próprios partidos de que essa urgência é extremamente importante”, disse Jucá (foto).

Fonte: Agência Senado

 

Foto: Agência Senado