A assessoria da senadora Vanessa Grazziotin, candidata à reeleição, informou na noite desta quarta, dia 15, último dia de prazo da Justiça Eleitoral para o pedido de registro de candidaturas, que o PCdoB e o PT registram no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM) a coligação “O povo feliz de novo”.

No acordo de petistas e comunistas, Vanessa teria ficado com a preferência que qual candidato ao governo a coligação apoiará. Preventivamente, o PCdoB colocou à disposição o nome da ex-vereadora Lúcia Antony para cabeça de chapa.

O presidente estadual do PCdoB, o ex-deputado estadual Eron Bezerra, disse que as tratativas para o partido participar da aliança com PT e PSB continuam. “Ainda temos a expectativa de manter a coligação na integralidade”, disse, após o registro da coligação.

A formação da nova coligação aconteceu depois que a direção nacional do PT entrou com um pedido no TRE-AM para anular parcialmente a convenção petista no Amazonas, realizada no último dia 5.

Nessa convenção, o nome de Vanessa foi vetado para concorrer ao Senado pela coligação PT-PSB para a candidatura ao governo de David Almeida. O único nome candidato a senador é o do vereador Chico Preto (PMN), que tem acompanhado David em todos os atos políticos desde então.

Em entrevista à imprensa nesta quarta, Vanessa disse que a questão legal é que existe uma coligação entre o seu partido e o PT. “Mas, mesmo assim nós não vamos nos opor caso eles queiram recompor aquela grande coligação. Isso não é um problema”.

Vanessa afirmou que mesmo sozinho, com apenas sete segundos de tempo na propaganda na TV, o PCdoB não vai mão da sua candidatura.

 

Veja mais

Vanessa fala de traição no fechamento da coligação PT-PSB de David Almeida

 

Foto: BNC Amazonas