Entrevistado pela imprensa após o registro de sua candidatura com Marcelo Ramos (PR) para concorrer ao mandato tampão de governador do Amazonas, na tarde de hoje, dia 19, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM), o senador Eduardo Braga (PMDB) disse que não ia comentar o convite feito pelo prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), para o seu vice, Marcos Rotta, deixar o partido de Braga e virar tucano.

O candidato mostrou-se desconfortável com a pergunta e logo passou a falar de outros assuntos.

 

Foto: BNC