Diogo de Castro Moraes, de 31 anos, o “Pizza”, vai ser apresentado na manhã desta quinta, dia 21, como o homem que atirou e matou o advogado Armando Freitas em seu escritório, em maio de 2018.

“Pizza” é o segundo preso pelo crime que matou o ex-deputado federal em uma emboscada quando chegava ao seu lugar de trabalho, no bairro da Glória, na zona oeste de Manaus.

Armando Freitas é pai do advogado Glen Wilde.

 

Leia mais

Polícia já sabe quem assassinou Armando Freitas, assegura fonte

 

O trabalho de investigação foi conduzido pela Delegacia de Homicídios e Sequestros. Diogo estava preso na cadeia pública de Manaus e é o segundo envolvido no crime e aparece nas imagens das câmeras de segurança correndo após fazer os disparos de arma de fogo.

Em 2018, a polícia apresentou Jerson Rodrigues dos Santos, de 34 anos, como suspeito de participar da trama do homicídio.

 

Leia mais

Retrato-falado e vídeo do assassino de Armando Freitas estão liberados

 

Foto: Reprodução/internet