O projeto de lei que mantém incentivos fiscais no Imposto de Renda das empresas do polo industrial da Zona Franca de Manaus (ZFM) não deverá ser sancionado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), que assumiu hoje, dia 1º, o comando da nação.

A informação foi dada pelo jornalista Waldo Cruz, da Globo News, durante a cobertura de posse dos governadores.

De acordo com ele, Bolsonaro teria recebido pedido do presidente Michel Temer (MDB), antes de deixar o Palácio do Planalto, para vetar o projeto.

O prazo para sanção ou veto desse projeto aprovado no Congresso Nacional se encerra nesta sexta-feira, dia 3.

 

Leia mais

Arthur antecipa preocupação pela ZFM com reforma de Bolsonaro

O futuro da Suframa é tão incerto quanto o da ZFM

 

Foto: Alan Santos/Presidência da República