O deputado federal Sidney Leite (PSD) disse que foi um “erro gravíssimo” do Governo do Estado remanejar R$ 350 milhões do FTI para socorrer a saúde.

O parlamentar fez a seguinte conta:  “Se cortar 20% [do contrato] da Umanizzare, é mais de R$ 100 milhões. E [se tirar] o outro, dá mais de R$ 200 milhões, brincando”.

O outro, a que Sidney se refere, é o Decreto nº 39. 684, de 26 de outubro de 2018, em que o ex-governador Amazonino Mendes isenta o ICMS de empresas de energia que se instalarem no interior do Estado. A previsão de perda para 2019 é próxima de R$ 300 milhões.

 

ZFM 

Sobre a Zona Franca de Manaus, o parlamentar também disse desconhecer a estratégia do governador Wilson Lima (PSC) para defender o modelo em Brasília.

“Eu desconheço qualquer política estratégica do governador para conosco da bancada. […] E os parlamentares, com quem eu conversei, [disseram que] não houve reunião de tratativa nesse sentido”, disse o deputado.

As declarações foram dadas nesta sexta-feira, dia 1º, ao BNC. 

 

Foto: BNC