Helton Yomura, o indicado do todo-poderoso do PTB, Roberto Jefferson, para ocupar a vaga que era para sua filha, a deputada Cristiane Brasil (RJ), como ministra do Trabalho, foi afastado do cargo por ordem do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quinta, dia 5.

Para a Polícia Federal, Yomura é o “testa de ferro” do PTB na organização criminosa que atuava dentro do ministério concedendo fraudulentamente registros sindicais. Ele realizava e coordenava desvios na pasta, supostamente.

No início da manhã desta quinta, a Polícia Federal realiza nova fase da operação Registro Espúrio, a mesma que levou para a cadeia o amazonense Carlos Lacerda, que atuava na organização como o homem do deputado Paulinho da Força (SP), do Solidariedade.

Hoje, além de afastar Yomura do cargo, a operação cumpre dez mandados de busca e apreensão, um no gabinete de Nelson Marquezelli (PTB-SP) na Câmara dos Deputados. O chefe do gabinete foi preso.

Marquezelli disse que “todos os deputados do PTB”, partido em que é vice-líder, serão investigados na operação para avaliar se participaram ou não no esquema de emissão de fraudes nos registros sindicais.

No Amazonas, o PTB é comandado pela família do deputado federal Sabino Castelo Branco.

Leia mais em O Globo.

 

Leia mais

Mulher de Carlos Lacerda passa a ser investigada pela Polícia Federal

 

Foto: José Cruz/Agência Brasil