Integrantes da comissão de transição do governador eleito Wilson Lima (PSC) revelaram ontem que o deputado estadual Luiz Castro (Rede) voltou a fazer pressão no grupo para assumir a Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Castro foi o único político com mandato que apoiou o projeto de Wilson desde o começo e, além disso, ganhou grande peso eleitoral por ter recebido mais de meio milhão de votos como candidato a senador.

O problema de Luiz Castro, no setor, é que Luiz Fabian passou a ser a voz mais ouvida na transição quando o assunto é educação, técnica e politicamente.

 

Disputa interna para 2020

Gente que acompanha a transição avalia que por trás da força que Castro faz para assumir a Seduc pode estar uma disputa interna no grupo pela Prefeitura de Manaus em 2020. A disputa seria entre ele e o vice-governador Carlos Almeida, que na semana passada foi anunciado futuro secretário de saúde.

 

Foto: BNC AMAZONAS